Discriminação e racismo leva estudantes indígenas à ocuparem "Maloca" na UnB

10 SET 2015
10 de Setembro de 2015
Discriminação e racismo leva estudantes indígenas à ocuparem "...

Discriminação e racismo leva estudantes indígenas à ocuparem "Maloca" na UnBMais informações em: www.radioyande.com

Posted by Rádio Yandê on Quarta, 9 de setembro de 2015

O Centro de Convivência Multicultural dos Povos Indígenas da Universidade de Brasília., conhecida entre os estudantes indígenas da Unb como Maloca, está ocupada por tempo indeterminado pelos estudantes como forma de revindicação da saída imediata da coordenadora Adriana Rosa por agir com atitudes discriminatórias aos estudantes indígenas.


Durante a noite da ocupação foi realizado ritual sagrado da fogueira e o ritual do Toré que significa som sagrado para muitos  povos indígenas do nordeste.


O espaço Cultural "Maloca" foi inaugurado no dia 01 de dezembro de 2012.

CENTRO DE CONVIVÊNCIA MULTICULTURAL DOS POVOS INDÍGENAS

ÁREA: 944 m2 

INÍCIO DO PROJETO: outubro de 2011

TÉRMINO DA OBRA: agosto de 2014 

VALOR TOTAL DA OBRA: R$ 1,5 milhão


Para o estudante de Engenharia Florestal e vice-presidente da Associação dos Acadêmicos Indígenas da UnB (AAIUnB) : "Mais que um espaço físico, a Maloca é um espaço espiritual de aproximação das comunidades indígena e acadêmica"


Foto: Estudantes Indígenas Unb

Redação Yandê
Voltar

© 2013 - 2021 YANDÊ - A rádio de todos. A 1ª EtnoMídia Indigena do Brasil - Todos os direitos reservados.