GESTORES DA FLORESTA NACIONAL DO BOM FUTURO CAPACITA INDÍGENAS PARA COMBATE A INCÊNDIOS

30 JUL 2015
30 de Julho de 2015
Interação com gestores fortalece a proteção da área.

Indígenas do povo Karitiana participaram de capacitação e formam agora a primeira brigada cem por cento indígena em Prevenção e Combate a Incêndios Florestais da Coordenação Regional do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), em Porto Velho (CR1). O grupo atuará na Floresta Nacional (Flona) do Bom Futuro (RO), Unidade de Conservação adiministrada pelo ICMBio. O curso foi realizado com apoio da Coordenação de Emergências Ambientais (Coem/CGPRO) e de parcerias formadas com a criação do Conselho Consultivo da Unidade de Conservação (UC), de 13 a 15 de julho.

14 indígenas foram capacitados pelos instrutores Áquilas Mascarenhas, chefe da Flona do Jamari; Mauricio Lisboa, chefe do Parque Nacional de Pacaás Novos; e Ronilson Vasconcelos, chefe da Flona do Bom Futuro. O grupo começa suas atividades já em 1º de agosto como contratados do ICMBio. "Acredito que esta aproximação contribuirá muito com a proteção da Flona. É animador sonhar com as muitas possibilidades dessa relação. Estou feliz de fazer parte desta história", declarou Áquilas Mascarenhas.

Na abertura do curso, Helinton Gavião, coordenador dos Povos Indígenas da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental de Rondônia, manifestou satisfação em ver que a Política Nacional de Gestão Territorial e Ambiental de Terras Indígenas (PNGATI) está sendo efetivada e que ações conjuntas de proteção estão sendo realizadas na UC e na Terra Indígena Karitiana.

Para Paulo Volnei, coordenador regional substituto da CR1, a criação da brigada indígena marca o início de um novo momento de gestão. "É um exemplo da boa convivência entre ICMBio e os indígenas Karitianas e deve servir de exemplo para outras regiões onde Terras Indígenas e Unidades de Conservação têm uma relação muito próxima. Em um momento onde as áreas especialmente protegidas sofrem grande pressão que fragilizam a proteção dos seus recursos, a parceria, a união de esforços e o trabalho em conjunto só fortalece a proteção dessas áreas", declarou.

"Muitos são os desafios e obstáculos que a gestão da Floresta Nacional do Bom Futuro enfrenta e enfrentará, mas, com apoio e boa convivência com pessoas e instituições que realmente fazem a diferença, estamos caminhando para a efetivação dos propósitos de criação de Bom Futuro", destacou Ronilson.

Fonte: ICMBIO

Voltar

© 2013 - 2021 YANDÊ - A rádio de todos. A 1ª EtnoMídia Indigena do Brasil - Todos os direitos reservados.