Conhecimento indígena ajuda preservar biodiversidade

16 DEZ 2013
16 de Dezembro de 2013
Os especialistas da Plataforma para a Biodiversidade e Serviços do Ecossistema da ONU (Ipbes) afirmaram em um comunicado realizado no dia 09/12, que os saberes das comunidades indígenas são aplicáveis em áreas como a agricultura, gestão de florestas e exploração dos oceanos.

As consequências da mudança climática e o rápido desaparecimento das espécies, são algumas das questões que foram discutidas. O presidente do Ipbes, um organismo internacional que busca soluções para a perda de biodiversidade, Zakri Abdul Hamid, também destacou sobre a importância de identificar lacunas no conhecimento. 

O conhecimento tradicional das culturas indígenas é voltado para sua relação com a natureza, o que permite possuir saberes avançados sobre não apenas o solo, clima, como diversas especieis de plantas e animais.

No Brasil um caso de área degradada recuperada pela ação de indígenas foi o Parque Nacional Monte Pascoal, criado em 1961, região ocupada inicialmente pelos tupinambás e, a partir do século XVI, pelos pataxós, hoje rodeada por aldeias pataxós que ficam nas Terras Indígenas Barra Velha e Águas Belas. A Unidade de Conservação é rodeada de terras que não são produtivas, mas que apresenta melhoras na restauração florestal realizada por indígenas. 

Redação Yandê

Voltar

© 2013 - 2021 YANDÊ - A rádio de todos. A 1ª EtnoMídia Indigena do Brasil - Todos os direitos reservados.