Justiça determina que Petrobras e Instituto Ambiental indenizem indígenas Kulina

02 JUN 2015
02 de Junho de 2015
O povo indígena Kulina da Terra Indígena Kumaru do Lago Ualá, no município de Juruá, a 674 quilômetros de Manaus no Amazonas deve ser indenizado em R$ 100 mil pela Petrobras e o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam). A ação é proposta pelo Ministério Público Federal e determinada pela Justiça Federal,. 

Processado por omissão o Ipaam e a estatal petrolífera por danos ambientais às comunidades indígenas por causa da exploração de petróleo nas localidades de Porto Mário e Base Uarini nos anos 90, que ocasionaram contaminação do solo, lençóis freáticos com resíduos de óleo e substâncias químicas foram confirmadas durante perícias químicas, físicas e biológicas entre o período de 2003 e 2010.

A sentença mostra que o valor da indenização deverá ser atualizado e corrigido monetariamente desde o ajuizamento da ação, em março de 1999, acrescido de juros de 1% ao mês, com a notificação da sentença.

Foto:Shutertotoks

Redação Yandê
Voltar

© 2013 - 2021 YANDÊ - A rádio de todos. A 1ª EtnoMídia Indigena do Brasil - Todos os direitos reservados.