Jovem indígena cria jogo para salvar língua de seu povo na Colômbia 

10 FEV 2015
10 de Fevereiro de 2015
A estudante indígena Ayda Milena España Jamioy, de 17 anos, desenhou um jogo chamado "Juatsjinyam" que significa "aprender'' em Camentsá, língua materna de seu povo, que vai ser utilizado por crianças das comunidades indígenas. Ela é da área de Engenharia Civil, na Universidad Nacional, sede em Medellín, Colombia.

O jogo foi feito com o programa MS-Visual Basic. Ele possui cinco níveis em que as crianças podem associar imagens e juntando pontos. Para Ayda o game é uma forma de incentivar o uso da língua que está em risco.

Essa ferramenta tecnológica de fácil uso é uma forma criativa e inteligente que está sendo desenvolvida por ela e outros estudantes. O objetivo é melhorar a ferramenta que apesar de ser muito interessante a falta de internet em algumas regiões pode dificultar o uso. 

Gustavo Velez, Diretor da política de educação em Antioquia para assuntos indígenas, disse que essas novas tecnologias são fundamentais para ajudar a preservar a língua, em seguida, permitir que a criança experimenta e praticá-la.

De acordo com os registros recentes cerca de 65 línguas indígenas, são faladas por cerca de 400 mil pessoas em 22 departamentos. No entanto, muitas delas estão em risco de extinção.

Foto: Ayda Milena - David Sánchez / El Tiempo 

Redação Yandê
Voltar

© 2013 - 2021 YANDÊ - A rádio de todos. A 1ª EtnoMídia Indigena do Brasil - Todos os direitos reservados.