Vivências, exposições e cine debate marcam Abril Indígena no Memorial dos Povos 

13 ABR 2018
13 de Abril de 2018
Culturas indígenas vivas. Entre os dias 13 e 28 de abril, o Memorial dos Povos Indígenas (MPI), em Brasília, vai sediar uma série de atividades de valorização da luta da população indígena. O projeto “Memorial no Abril Indígena”, realizado pelo Centro de Trabalho Indigenista, em parceria com a Secretaria de Cultura do Governo de Brasília, inclui vivências, oficinas, exposições e cine debates que resgatam a história dos povos indígenas no Brasil e na América Latina, assim como dão visibilidade para sua resistência, suas culturas e formas de organização social. Todas as atividades serão gratuitas.

“Esse é o início de um projeto maior, que visa promover o reconhecimento e a valorização do patrimônio cultural e do protagonismo dos povos indígenas no exercício de seus direitos. Nossa intenção é fazer do Memorial um equipamento cultural mais próximo da cidade, um espaço de diálogo sobre as questões indígenas, uma referência no turismo na capital e um local de encontro para a articulação”, ressalta uma das coordenadoras do projeto, Guta Assirati, integrante do CTI.

As vivências interculturais começam nos dias 13 e 14 de abril (sexta e sábado) com a Arte da Cerâmica dos Povos Terena, Kadiwéu, e Kinikinau. Os participantes do encontro terão contato com três formas distintas de transformar a argila e de fazer arte com o barro. As técnicas foram desenvolvidas por três povos do pantanal sul-mato-grossense, que guardam entre si relações históricas e cosmológicas profundas.  

Na vivências seguinte, nos dias 20 e 21 de abril, está prevista a atividade de pintura corporal com mulheres do povo Kayapó. Elas vão apresentar suas técnicas e processos artísticos desde o início, com a extração do Jenipapo, a preparação da tinta e possibilitar ao público a contemplação da sofisticada aplicação

O ciclo de vivências se encerra nos dias 27 e 28 de abril, com uma atividade em que o público poderá contemplar a manufatura do trançado das palhas manejadas por artesãos do Povo Canela, aprendendo um pouco de suas técnicas e modos de uso.

MEMORIAL

Projetado por Oscar Niemeyer, o Memorial dos Povos Indígenas foi construído em 1987, como um museu dedicado à promoção, ao reconhecimento e à valorização do patrimônio cultural dos povos indígenas brasileiros. O prédio foi tombado em âmbito federal e distrital como parte do Conjunto Urbanístico do Plano Piloto de Brasília e das obras de Niemeyer.

O núcleo central do acervo do MPI foi doado em 1995 pelos antropólogos Berta G.Ribeiro e Darcy Ribeiro. A coleção histórica envolve cerca de 380 obras indígenas e foi reunida entre as décadas de 1940 e 1980 por Berta G. Ribeiro e Darcy Ribeiro, Eduardo Galvão, Orlando Villas-Boas e outros, contando também com peças adquiridas.

O projeto que será desenvolvido nos próximos dois anos pelo Centro de Trabalho Indigenista, em parceria com a Secretaria de Cultura do Governo de Brasília, pretende revitalizar o Memorial dos Povos Indígenas por meio da organização e manutenção do acervo histórico, além a afirmação de narrativas que realcem a trajetória da instituição.


PROGRAMAÇÃO


MEMORIAL NO ABRIL INDÍGENA - 13 a 28 de abril

- Ocupação Culturas Vivas

De terça a domingo, das 10h às 21h (em abril) e 9h às 17h (em maio e junho), no Espaço Expositivo do Memorial dos Povos Indígenas

- Vivências

A Arte da Cerâmica: Dia 13/4, das 14h às 18h; e dia 14/4, das 10h às 16h, no Terreiro do Memorial dos Povos Indígenas

Faça parte dessa história - "Yawalapiti - Entre Tempos": Exposição de fotografias no Museu Nacional. Abertura da mostra no dia 19/4, às 19h, com apresentação de flauta sagrada (visitação até 20 de maio).

A Arte da Pintura Corporal: Dia 20/4, das 15h30 às 19h30, e dia 21/4, das 10h às 16h

A Arte da Cestaria: Dia 27/4, das 16h às 20h; e dia 28/4, das 10h às 16h

- Cine Debate

De 24/4 a 26/04, às 19h.
24/4: Índios no Poder, Martírio;
25/04: Para’i, Ex-Pajé;
26/4: Tapayuna e Piripkura.
27/04, às 18h, Yawalapiti - Entre Tempos, Tempo de Kuarup, e Índio Presente. Haverá também apresentação de luta, bate-papo e exibição de fotos.

Observação: Todas as atividades são gratuitas. 


Assessoria de Imprensa
PAÓ COMUNICAÇÃO
61 992497074/98179-9316 

Voltar

© 2013 - 2015 YANDÊ - A rádio de todos. Todos os direitos reservados