Uma lição para os professores: por favor parem com os cocares

04 OUT 2016
04 de Outubro de 2016
Opinion by Ossie Michelin in ricochet

Tradução para a Rádio Yandê: Jefferson Costa 

A ignorância só pode ser remediada através do ensinamento e compartilhamento

Jennifer Dorner estava deixando sua pequena sobrinha no primeiro dia de escola na École Lajoie. Ela diz que era uma agradável segunda-feira, o sol estava brilhando, crianças estavam correndo ansiosas para ver seus amigos depois do verão. Então ela viu: uma multidão de crianças usando bandanas de papel com penas coladas a elas e professores com cocares distribuindo as bandanas aos alunos.

Professores e funcionários em uma escola grande, pública e multicultural no bairro Outremont de Montréal pensaram que seria tudo bem caricaturar uma cultura particular. Dorner diz que ela ficou chocada e mexida, especialmente porque ela tinha conversado com os funcionários da escola no Natal passado sobre o uso de blackface na peça da escola.

Ignorância é perigosa, mais perigosa que o ódio ou o desdém, porque mesmo as pessoas boas, cuidadosas e bem intencionadas podem ser ignorantes.

Eu não vou chamar a escola e seus funcionários de racistas, porque eu penso que se eles tivessem conhecimento eles se comportariam melhor. Se de fato eles fossem racistas que pensaram que os critérios culturais de outros existissem para seu consumo eles provavelmente não teriam feito isso publicamente pelo medo de publicidade negativa. Embora suas ações fossem racistas eles elas são o resultado de não terem conhecimento. É provável que esses professores simplesmente queriam criar algo divertido para seus educandos.

Mas este é um problema sério. Ignorância é perigosa, mais perigosa que o ódio ou o desdém, porque mesmo as pessoas boas, cuidadosas e bem intencionadas podem ser ignorantes. O perigo com o ignorância é que você não sabe que está errado. Você pensa que não está equivocado porque você sempre fez as coisas dessa maneira. É difícil admitir que você está errado e pode ser ainda mais difícil, uma vez que você decidiu sobre alguma coisa, admitir que você não sabe sobre o que você está falando. Quando a crítica começa a barreira sobe, as defesas aparecem e você imagina por que as pessoas estão te atacando.

A ignorância é a razão da apropriação cultural continuar acontecendo nas escolas, em shows e em lojas de roupas. Membros da cultura branca dominante não tem um contexto sobre esse tipo de coisa.
Há uma razão e está tudo bem tirar sarro de pessoas brancas e da cultura branca. Apontar à Igreja já quase se tornou antiquado, desde crucifixos em cubas de urina até basicamente toda a carreira da Madonna. Nós devemos tirar sarro da Igreja em razão do poder que ela tem exercido sobre as pessoas. Mas porque está tudo bem caçoar das coisas que a cultura dominante branca canadense tem como sagrada as pessoas pensam que todas as outras coisas são objeto de escárnio. Esta ignorância encobre as dinâmicas de poder. Para o ignorante é uma igualdade de tratamento; para todos os outros o tratamento é tudo menos de igualdade.

O colonialismo e os sistemas de poder que o suportam promoveram essa ignorância. Nossa raiva deveria ser direcionada aos sistemas de ignorância que perpetuaram esse tipo de comportamento.

É por isso que as pessoas não percebem que quando os poderes europeus chegaram a este continente eles não simplesmente tomaram os recursos naturais, terras e água. Eles também invadiram as culturas das pessoas que eles colonizaram, pegando e escolhendo o que lhes servia melhor, desde ferramentas de sobrevivência como o trenó e o trenó de cães até as belas danças e trajes. Estes itens despidos de seu significado e se tornaram produtos de consumo pela sociedade dominante. A ignorância protegeu a população geral de entender e compreender isso.

Os professores em seus cocares distribuindo penas para jovens mentes impressionáveis não são inadimplentes. Eles são ignorantes. Apesar de intenção e resultado serem duas coisas distintas nossa raiva deveria ser direcionada aos sistemas de ignorância que perpetuam esse tipo de comportamento.
Estes professores em Montréal provavelmente tiveram professores que fizeram algo similar quando eles eram crianças. Agora mais crianças estão sendo doutrinadas na ignorância e quando eles crescerem à idade adulta esta falta de compreensão sobre a apropriação da iconografia de outras pessoas vai se tornar cimentada em suas psiques.

A ignorância é passada através de gerações até que algo a quebra. A raiva e a frustração não vão quebra-la. No lugar nós deveríamos atingir as pessoas desde um lugar de ensinamento e compartilhamento. Isso não significa que elas vão ouvir mas é um bom lugar para começar. Nós faríamos isso pelas crianças nesta escola e nós também deveríamos fazer isso pelos adultos. Ao menos que pessoas reais que possuem conhecimento apareçam para ajudar a preencher essas lacunas de compreensão o problema nunca vai desaparecer. Então pelo bem de ambos os indígenas e as sociedades estabelecidas vamos aprender juntos, vamos adquirir conhecimento.


Voltar

© 2013 - 2015 YANDÊ - A rádio de todos. Todos os direitos reservados