Primeira mulher indígena é eleita para o parlamento na Austrália

04 JUL 2016
04 de Julho de 2016
Linda Burney, de 59 anos, é a primeira mulher indígena a ser eleita para a câmara baixa do parlamento, na Câmara dos Representantes pelo Partido Trabalhista nas eleições legislativas da Austrália. Ela entrou para história da politica australiana neste sábado.

Ex-professora, nascida em Whitton, é filha de de um cantor da etnia Wiradjuri, ela foi abandonada pela mãe ainda na maternidade, criada por sua tia avó e um tio, desde jovem começou a se destacar. Ela conheceu seu pai apenas aos 27 anos. Em um discurso emocionante no parlamento de Nova Gales do Sul revelou sobre sua história de vida.

 “Cresci sem conhecer a minha família aborígene. E quando conheci o meu pai, em 1984, as primeiras palavras que me disse foram ‘espero não te dececionar’. Conheci depois 10 irmãos e irmãs, que viviam a apenas 40 minutos de distância. Era este o poder do racismo e da negação, tão dominantes nos anos de 1950”, disse.


Redação Yandê
Voltar

© 2013 - 2015 YANDÊ - A rádio de todos. Todos os direitos reservados