Equipe de futebol usa esporte para reduzir suicídios de indígenas no Canadá

10 JUN 2016
10 de Junho de 2016
A equipe de futebol sênior masculina da Escola Secundária Católica Bishop Marrocco Thomas Merton 'Royals', conhecida como terceira melhor equipe de Ontário no Canadá, pretende realizar atividades nos dias 8 a 24 de junho na comunidade Attawapiskat, que alertou estado de emergência ano passado por muitos indígenas tentarem suicídio.

A comunidade de Attawapiskat possui aproximadamente 1.500 moradores, uma parte grande são jovens com menos de 35 anos. Ela é localizada em uma região isolada a mais de mil quilômetros de Toronto. Os jogadores e toda equipe acreditam que o esporte além de ser uma iniciativa saudável ajuda como uma forma de refugio para a juventude indígena. 

O treinador dos 'Royals', Paulo Pereira, de 43 anos, ficou impressionado ao saber que desde setembro de 2015, mais de 100 jovens tentaram suicidar-se. Ele achou necessário fazer alguma coisa.

Para chega na comunidade eles vão primeiro de avião o até Timmins (700 quilômetros a norte de Toronto), depois alugar dois aviões com nove lugares para chegar na comunidade Attawapiska.


Redação Yandê
Voltar

© 2013 - 2015 YANDÊ - A rádio de todos. Todos os direitos reservados