O dia do índio não representa data comemorativa para os Povos Indígenas no Brasil

18 ABR 2015
18 de Abril de 2015
Criado pelo presidente Getúlio Vargas através do decreto de lei 5540 de 1943, durante o período da ditadura militar, depois do Primeiro Congresso Indigenista Interamericano no México em que foram feitas propostas em 1940, com a intervenção do Marechal Rondon, foi instituído o Dia do Índio no dia 19 de abril.

Muitas pessoas associam o dia do "índio"como comemoração, festa ou o dia de fazer um ''programa de índio''. Uma música da cantora Baby do Brasil chamada "Todo dia era dia de índio'', que possui no refrão o seguinte trecho:

"Pois todo dia  toda hora era dia de índio
Todo dia era dia de índio.
Mas agora eles só tem
O dia 19 de Abril.''

É um bom exemplo com ironia em relação ao dia 19 que faz todos lembrar das populações indígenas mas para os povos não é dia de festa mas intensa reflexão da questão indígena em cenário nacional, embora em muitos regiões e escolas indígenas ocorram eventos neste dia. Hoje no Brasil são cerca de 305 povos, mais de 270 línguas distintas. 

O termo genérico "índio'' que ainda vive no imaginário popular, é cercado de uma visão romântica sobre as populações indígenas, como em livros da literatura indianista. Mas é importante lembrar que ser indígena não é ser ''índio'', nome dado pelo colonizador cheio de equívocos.

''...astecas, maias, chimus, aimarás, incas, chibchas, etc. Trezentos anos mais tarde todos eles reduziam-se a uma única identidade: índios(...) achantes, iorubás, zulus, congos, bacongos, etc. No lapso de trezentos anos, todos eles não eram outra coisa além de negros." Anibal Quijano

Foto:TIAGO QUEIROZ/AE - Menino Kaxinawá


Redação Yandê
Voltar

© 2013 - 2015 YANDÊ - A rádio de todos. Todos os direitos reservados